Estava lembrando ontem mesmo da história que me inspirou a criar este blog. Hoje resolvi escrever sobre ela. Tudo começa com um simples e barulhento caminhão de lixo…

No início do ano passado, às 3 da manhã de uma terça feira, pela n-enésmia vez fui acordada por um caminhão de lixo que fazia um barulho ensurdecedor recolhendo o lixo de um condomínio vizinho. O próprio motor do caminhão já parecia uma turbina de avião funcionando na minha orelha. Quando ele virava as caçambas cheias de garrafas de vidro então… virava uma verdadeira sinfonia do inferno!

Naquele dia, saindo para o trabalho, sonolenta por causa de mais uma noite mal dormida, entrei no elevador e notei um aviso colocado pelo síndico. O aviso era exatamente esse aqui (exceto que não era da cidade de Peruíbe, hehe):

Na mesma hora, pensei, “Pô! Que sacanagem! Gente pedindo pra fazer silêncio porque barulho é crime e a própria prefeitura do Rio mandando caminhão de lixo fazer coleta às 3 da manhã pra acordar toda a vizinhança!!”. De repente, caiu uma ficha: “Já que isso é crime, então vou reclamar com a prefeitura porque eles mesmos estão desrespeitando a própria lei!”.

A cidade do Rio de Janeiro possui um canal para reclamações, o 1746, que eu nunca tinha usado antes. Resolvi tentar.

As primeiras reclamações obviamente não resolveram o problema: a prefeitura respondia que minha reclamação estava incompleta, que eu tinha que fornecer a placa do caminhão de lixo, enfim… Nada que eu já não estivesse esperando… A coisa era tão absurda (ter que sair na rua às 3 da manhã pra anotar a placa de um caminhão!?!?), que eu comecei a ficar revoltada e resolvi organizar um motim se fosse necessário! Comecei a falar com vários vizinhos e porteiros da região para saber se o barulho também os incomodava e se por acaso alguém já tinha tentado reclamar.

As respostas eram sempre as mesmas: “Não, não reclamei, mas isso também nem adianta! A prefeitura vai chegar com alguma desculpa e continuar mandando o caminhão às 3 da manhã de qualquer jeito!”

Opa! Pera aí! Como assim não adianta se você nunca tentou!?

Enquanto estava de plantão na rua esperando mais vizinhos para conversar, eu percebi, no prédio em que acontecia a coleta, que havia a janela de um quarto no primeiro andar que ficava exatamente em cima do local onde a caçamba do caminhão parava e começava a carregar. No vidro fechado da janela, existia uma placa:

Pensei, “Caramba! Aposto que está vendendo o apartamento porque não aguenta mais o cheiro e o barulho que invadem o quarto duas vezes por semana às três da matina!”.

Algumas tentativas frustradas depois, sem conseguir nenhum apoio para meu motim contra a prefeitura, resolvi que encheria o saco da prefeitura sozinha mesmo.

Abri mais umas cinco reclamações lá no 1746 até perceber que eu deveria abrir a reclamação direto com a ouvidoria da Comlurb (a empresa de coleta do Rio). Eu mesma estava usando a estratégia errada…

Ainda tive que abrir umas três reclamações diretamente com a Comlurb, pois eles apenas respondiam que iriam enviar o caminhão para manutenção! De que que adianta isso???

Insisti tanto que, qual foi o resultado da história? Um dia finalmente recebi uma ligação de um gerente da Comlurb pedindo que eu explicasse melhor a minha reclamação, pois eu já havia aberto várias iguais e nada parecia estar funcionando. O cara era gente boa e estava realmente interessado em resolver meu problema.

Acontece que eles haviam entendido errado. Apesar de eu ter sido muito clara por escrito, o problema não era com a manutenção do caminhão, e sim com o horário da coleta! A minha conversa com o gerente da Comlurb foi tão boa (papo amigável, sem estresse e mau humor), que ele me pediu gentilmente uma semana de prazo para re-avaliar os roteiros dos caminhões e garantir que o nosso caminhão nunca mais passasse naquele endereço depois das 22h.

E o resultado!? Funcionou!! Uma semana depois, lá estava o caminhão fazendo a coleta às 21h00!!

Quase estourei uma champanhe pra comemorar!!

Mas no meio da comemoração, bateu uma vergonha, uma tristeza, um remorso… Fazia uns três anos que eu morava ali, fazia uns três anos que eu era constantemente incomodada pelo caminhão de lixo e eu simplesmente nunca reclamei!!! Não só eu quanto todos os vizinhos da redondeza! Inclusive um que provavelmente estava achando mais fácil se livrar do apartamento do que se livrar do caminhão de lixo!!

Quando percebi isso, fiquei chocada! Olha só o nível de apatia ao qual chegamos! O brasileiro é um povo tão conformista que já desistiu de lutar pelas pequenas coisas bobas da vida! Imagine pelas grandes!!

Essa história foi a gota d’água para mim! Daquele momento em diante, resolvi que faria alguma coisa para tentar mudar a cabeça das pessoas, para faze-las ver que precisamos lutar pelos nossos direitos!

A gente acha que não adianta nada, mas adianta sim!! É só persistir!!

Você sai do país e vê que lá fora (Europa, EUA) existe um povo muito mais reclamão do que aqui. Algumas nacionalidades têm até fama de serem antipáticos, arrogantes ou rabugentos exatamente por isso… Será que este seria um dos motivos pelos quais as coisas em alguns países parecem funcionar bem melhor do que aqui?

Eu chuto que sim…

Qual sua opinião? Você também acha o brasileiro um povo meio apático? Acha que precisamos mudar?

Deixe nos comentários e não se esqueça de compartilhar com seus amigos no Facebook!