Se tem algo que me deixa chateada é quando ouço alguns radicais anti-capitalistas bradando que empresários e empreendedores são monstros sanguinários interessados apenas em escravizar trabalhadores e maximizar lucros em benefício próprio…

Na boa… Vamos parar com esse radicalismo bizarro que não vai nos levar a lugar algum…

Por outro lado, não vou ser radicalmente oposta a essa filosofia e dizer que empresários e empreendedores são ursinhos carinhosos bonzinhos que só querem o bem da sociedade. Eu estaria mentindo.

Temos que encontrar um meio termo aqui. E esse meio termo significa enxergarmos esses profissionais exatamente como eles são: pessoas que fornecem produtos ou serviços que trazem um valor importante para a sociedade e em troca recebem compensações financeiras em benefício próprio. Na minha opinião, nada mais justo…

Mas o mais importante aqui não é focar no lucro que estes empresários recebem, mas sim no VALOR que adicionam à sociedade.

Um empresário que forneça um produto porcaria jamais vai ter o sucesso desejado, pois aquele produto não conquistará o interesse da população (isso considerando operação em livre mercado, obviamente). Por outro lado, um empresário que forneça um produto que revolucionará a vida das pessoas será agraciado com muito sucesso (financeiro ou não).

Por isso, em primeiro lugar, é urgente mudarmos essa mentalidade atrasada de criminalizar os empreendedores e, ao invés disso, precisamos admirá-los, incentivá-los! Precisamos de leis de facilitem criações de startups. Precisamos de uma cultura que incentive o empreendedorismo! Precisamos de pessoas motivadas para criar soluções para os nossos problemas! Precisamos de mais geração de empregos!

Somente com criatividade e iniciativa conseguiremos mudar o país.

E não pense você que empreendedores somente estarão interessados em criar produtos para elites e se esquecerão das pessoas carentes! Diversas iniciativas estão sendo criadas que provam exatamente o contrário. Empresários que doam parte dos lucros a projetos sociais. Empresários que criam produtos ou serviços específicos para os pobres. Empresários que abrem mão de qualquer lucro em prol de ajudar os necessitados!

Isso existe e eu vou mostrar para você em posts futuros!

Tudo que precisamos é que nossa cultura dê a devida importância aos empreendedores.

E eu conto com você para compartilhar essa ideia!

Créditos da imagem: Designed by Freepik

 

Facebook Comments

Website Comments

  1. Thainara

    Ana adorei seu blog. Ja esta na minha lista de favoritos para ficar acompanhando!!!
    Gostei bastante pq penso igual a você.
    Continue com o blog e expondo sua opiniao. Sempre que der vou comentar!!!

    Beijos

  2. Rogerio Orsolini

    Filha, como vc, disse, as pessoas realmente tem que entender que os empresários (assim como qualquer trabalhador) trabalham para também ganhar dinheiro para, como benefício, gerar também mais empregos.

  3. Adriana Orsolini

    Os empresários e principalmente as pequenas empresas são responsáveis pela geração de empregos, o que vemos hoje é uma triste realidade: as pessoas perdendo emprego e a violência aumentado. Precisamos urgente mudar a mentalidade de que o capital é vilão e sim a salvação e a sobrevivência e a evolução da humanidade.